Quanto custa a criação de um site profissional personalizado?

Quanto custa a criação de um site profissional?

Olá empreendedor(a)! Como vai? Quer saber quanto custa a criação de um site profissional? Então vamos lá!

Muitas são as perguntas sobre criação de sites, dentre elas o preço. Neste artigo vamos entender como é calculado os custos para a criação de um site, e como o modelo de negócio do seu empreendimento afeta na precificação na hora de fazer o orçamento para o desenvolvimento do seu projeto.

Preço médio de um site corporativo

Sem mais delongas vamos falar sobre custos.

O preço varia de profissional e de empresa para empresa, e também da plataforma ou sistema escolhido, mas em média os custos para a criação do site variam entre R$1.200,00 a R$5.000,00.

Tendo em mente que, do mesmo modo que esses são os valores médios de mercado para a criação do site corporativo profissional, simultaneamente, os preços podem variar para mais ou para menos a depender do grau de complexidade de desenvolvimento do site e dos recursos e módulos especiais do projeto.

O que geralmente compõe um site?

Site básico (site simples)

Antes de mais nada, frequentemente esses são os sites que as empresas pagam caro por um serviço que, em suma, deveria ser barato!

  1. Layout com um determinado grau de personalização.
  2. Geralmente tem de 5 a 8 páginas, contendo: mídias, gráficos, fotos e vídeos; incluindo páginas padrão de erro 404 e de agradecimento.
  3. Um formulário de contato.
  4. Um mapa de localização da empresa.
  5. Links que interligam o site para as redes sociais.
  6. Botão do Whatsapp.
  7. Otimização técnica de SEO, contendo descrições e palavras-chave no título e nas meta descriptions e meta keywords em todas as páginas do site.
  8. Área de administração do site. Geralmente é liberado, mas muitas empresas amarram seus clientes juntamente com um contrato de manutenção, e não liberam a administração do site.
  9. Supreendentemente muitas empresas utilizam de tecnologia, por vezes, obsoleta!
    Por isso cabe o nosso alerta! Verifique com seu desenvolvedor a tecnologia que ele vai utilizar e o porquê.

Site completo

Em primeiro lugar, gostaria de frisar, só para exemplificar que os recursos listados aqui não necessariamente significa que todos os sites devam tê-los, por mais que desejável fosse, o site deve atender seu usuário. Não apenas seus anseios e seus interesses. Foco no usuário. Sempre!

  1. Layout com alto grau de personalização.
  2. Produção de conteúdo.
  3. Desenvolvimento técnico nos mais elevados níveis de segurança e que estejam dentro das diretrizes e normas para desenvolvimento de softwares.
  4. Utilizar os recursos e tecnologias mais recentes.
  5. Criação de quantas páginas forem necessárias a fim de alcançar o objetivo almejado.
  6. Criação de formulários de contato para cada página de conversão.
  7. Formulários interativos que dão resultados em tempo real para o usuário.
  8. Mapas de localização utilizando a API oficial do Google Maps API <- Este link vai abrir em uma nova janela.
  9. Integração com redes sociais utilizando suas API’s oficiais
  10. Otimização de site para mecanismos de pesquisa, primordialmente sendo elas: SEO, SEO LOCAL, SEO ON-PAGE, LINK BUILDING, SEO BACKLINKS, SEO AUDIT, ANÁLISE DE D.A & P.A, etc.
  11. Integração com os serviços do Google, assim sendo:
    1. Data Studio,
    2. Tag Manager,
    3. Analytics,
    4. Marketing Platform,
    5. Webmaster (Search Console)
    6. Meu negócio
  12. Integração com Whatsapp Business<- Este link vai abrir em uma nova janela.
  13. Catálogo de produtos
  14. Carrinho de compras
  15. Área administrativa
  16. SSL de segurança
  17. Emprego de técnicas e tecnologias de segurança contra invasões de conformidade com as normas de segurança.
  18. Uso de CDN
  19. Com a finalidade de ter performance, utilizar-se de hospedagem Dedicada, VPS ou Cloud.
  20. Otimização de imagens, CSS, Javascript, etc.
  21. Empregar técnicas de User Experience (UX), assim como, nesse sentido empregar técnicas de User Interface (UI)
  22. Por fim, para que possa-se cumprir os prazos definir bem as datas de entrega de cada atividade no cronograma de gestão do seu projeto.